29 de set. de 2016

Como as crianças estão reagindo com a gravidez



 Quando engravidei da Lídia, Isaque tinha apenas 11 meses. Quando Elisa nasceu, Isaque e Lídia tinham 3 e 2 anos. Eram bem pequenos e não tinham aquele entendimento da situação em que estavam. Hoje, temos Isaque com 8, Lídia com 6 e Elisa com 4 anos. Uma diferença bem maior de idade que nossa pequena Linda, que está para chegar. Eu pensei que as coisas seriam até mais fáceis pelo fato deles já terem o convívio entre eles e que não seria "nada demais" acrescentar mais uma menininha a essa turma, mas eu estava enganada...

 Mesmo Isaque sendo tão pequenino quando Lídia nasceu, não deu problema no quesito ciúmes e acho que soubemos, eu e Júlio, dividir bem a atenção para os dois. Quando veio Elisa, Isaque já estava de boa no quesito "dividir a atenção" e Lídia sempre foi muito bem resolvida desde novinha, então sem grandes problemas novamente. Agora chegamos ao ponto "X" do nosso post: ELISA. Até alguns meses ela era a caçula, a gaúchinha que os irmãos mais velhos tinham mais zelo por ser a menor. Mas agora a mamãe não pode mais pegar no colo, devido ao barrigão e as dores que sinto, nem deixar que durma em nossa cama pelo mesmo motivo e outras mudanças vão acontecendo e ela não está gostando muito disso.

 No primeiro trimestre, achamos que ela estava assimilando bem a novidade mas no segundo trimestre da gestação as coisas foram mudando. A menininha que sempre foi "pra frente", que falava corretamente e que fazia de tudo para "não ficar pra trás" em relação aos irmãos, agora faz vozinha de bebê, faz birra em casa, na escola e na igreja e está levaaaaaadaaaa... Temos que respirar milhões de vezes para mantermos a paciência porém, os irmãos não tem essa mesma maturidade. Sim, até Isaque e Lídia andam perdendo as estribeiras com ela! Rsrsrs... 

 Qual a solução??? Paciência e muuuuuuuuita conversa com  nossa gaúchinha. Temos explicado que ela não é mais bebê, que agora é uma mocinha e vai ajudar a mamãe a cuidar da Linda. Ela é super amorosa conosco, abraça e beija minha barriga todos os dias e faz carinho em mim quando não me sinto bem. Sabemos que ela não sabe expressar o que sente e essas crises são a forma que tem de nos dizer que está sentindo a mudança.

 Nosso Isaque é um rapaz já, né? Percebi uma grande mudança nele nas primeiras semanas de gravidez. Passou a se preocupar mais comigo e a observar mais as coisas. É meu super companheiro e dedura as irmãs o tempo todo! Kkkkkkk... Mas até nele percebi uma mudança de comportamento, ou será que é da idade? Não sei, mas o rapaz resolveu ser o implicante da casa e tira o sossego das irmãs o dia todo! Lídia ou Elisa, quem estiver na mira será alvo das sapequices do garotão. Isso resulta em brigas, gritarias e até lágrimas. A mãe pira!

 Lídia é muito carinhosa e não temos visto grandes mudanças de comportamento. Ela sempre foi muito agarrada a mim e continua assim. As brigas com os irmãos continuam no "padrão" de antes. Rsrsrs...

 Não falamos e nem permitimos piadinhas do tipo "tá perdendo o lugar" e etc... Acho esse tipo de comentário ridículo e insensível. Quem tem filhos e já passou por isso, sabe o quão impróprio é esse tipo de colocação. Cada um é amado e especial em nossa família e fazemos de tudo para que eles percebam e sintam isso.

 É fácil lidar com as mudanças? Não! Temos um manual ensinando como agir? Também não! A mãe surta? Quase sempre! O pai fica numa sinuca de bico? Fica sim! Mas somos uma família e vamos passar por mais essa fase juntos! Linda em breve estará conosco e eles vão perceber que nosso amor não foi dividido, ele se multiplicou!

Fotografia: Patrik Silveira

24 de set. de 2016

Canções emocionantes sobre gravidez


Lágrimas e gravidez são os companheiros inseparáveis em meio a tantos hormônios! Para a mulher que já é uma "manteiga derretida" como eu, aí lasca tudo de vez! Rsrsrs... E para fermentar ainda mais nossas emoções vem aquelas pessoas inspiradíssimas, escrevem canções lindas, complementam com melodias emocionantes e o resultado sabe qual é? Lágrimas, lágrimas e lágrimas! 

 Como sou muito "boazinha" resolvi compartilhar com vocês algumas das canções que me emocionaram durante minhas gestações e assim vocês me fazem companhia em meio a tantas lágrimas, ok?! Hihihi...


 A primeira canção é bem provável que vocês já tenham escutado e não tinha como deixá-la de fora, afinal, ela fala sobre os 9 meses em que nosso bebê está desenvolvendo e todo seu sentimento por nós.


Bárbara Dias - 9 Meses


 Outra canção da Bárbara Dias muito fofa que é a nossa cara gravidinhas...

Bárbara Dias - Dentro de Mim


 Fiquei muito emocionada com a música que o Michel Teló fez para falar do lindo amor entre ele e a esposa Thaís Fersoza e que através do clipe emocionou muito, mostrando os momentos a dois e toda a emoção da gravidez de sua primeira filha.

Michel Teló - Chocolate Quente


 Tom Fletcher, vocalista da banda McFly, fotografou sua esposa durante todos os dias da gravidez e compôs uma linda canção que resultou nessa fofura que vocês verão agora...

Tom Fletcher - Something New

Essa canção me faz dançar como se já estivesse ninando minha bebê...

Roberta Campos e Nando Reis


 A famosa cantora baiana Ivete Sangalo escreveu uma canção linda e confesso que só soube que foi inspirada em sua gravidez semanas atrás e se tornou uma das minhas favoritas.

Ivete Sangalo - Agora Eu Já Sei


 A próxima música me fez chorar demais no início desta gestação. Quando uma amiga me pediu que a cantasse no Dia das Mães foi um "desastre" total! Só chorava e não consegui cantar nem o refrão! Resultou em todo mundo chorando junto comigo e a música ficou pra lá.... Só de lembrar já estou chorando novamente... Ai, ai...

Arianne - Meu Amor Virou Gente

 Tem um lencinho pra me emprestar aí? Vou ali pegar um e nos vemos no próximo post! Até mais!


18 de set. de 2016

Ensaio de Gestante



Olá queridos! Dei uma sumida do nosso diário mas essas ultimas semanas não tem sido fáceis. Uma quarta gravidez requer ainda mais do corpo da mulher e estou tendo uma noção bem intensa sobre isso! Rsrsrs...

 Hoje vim mostrar pra vocês um pouquinho do ensaio fotográfico que fizemos em família. Amo fotografia e não poderia deixar esse momento tão especial passar sem registrar. Quem fez as fotos foi o fotógrafo Patrik Silveira e só tenho a agradecer pela paciência e bom humor para lidar com minha turminha. 





 Como fotógrafa, nunca pensei que tivesse tanto trabalho para registrar momentos com minha própria família, sabe aquele ditado "casa de ferreiro, espeto é de pau"? Pois é, eu devia ter gravado para vocês entenderem como foi um desafio! Kkkkkk... Ora as crianças brigavam, ora reclamavam que queriam entrar na água (no dia estava frio e chuviscando) e se tornou uma missão "quase impossível" fazê-los olhar pra câmera quando era necessário. Se chamar a atenção de uma criança não é tarefa fácil, imaginem de três?! Mas foi divertido e Patrik capturou esses momentos que ficarão guardados para sempre conosco!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Diario de Maternidade - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Acid Assessoria.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo